Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Défice orçamental dos EUA com pior Dezembro de sempre

Os Estados Unidos registaram o seu mais elevado défice orçamental de Dezembro de que há registo, penalizados pelo aumento do desemprego, que reduziu as receitas, bem como pelo dinheiro gasto pelo governo para ajudar a economia a recuperar. No entanto, ficou abaixo do estimado pelos economistas.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 13 de Janeiro de 2010 às 19:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Os Estados Unidos registaram o seu mais elevado défice orçamental de Dezembro de que há registo, penalizados pelo aumento do desemprego, que reduziu as receitas, bem como pelo dinheiro gasto pelo governo para ajudar a economia a recuperar. No entanto, ficou abaixo do estimado pelos economistas.

No mês passado, o défice aumentou para 91,9 mil milhões de dólares (63,3 mil milhões de euros), contra um “gap” entre gastos e receitas de 51,8 mil milhões de dólares (63,4 mil milhões de euros) um ano antes, anunciou o Departamento norte-americano do Tesouro, citado pela Bloomberg.

Os 29 economistas inquiridos pela Bloomberg previam que o défice orçamental aumentasse para 92 mil milhões em Dezembro.

Os Estados Unidos reportaram um recorde de 15 défices mensais consecutivos, recorda a Bloomberg.

Os valores de Dezembro fecham um ano em que o défice orçamental subiu para um máximo histórico, devido aos gastos governamentais sem precedentes destinados a ajudar à retoma económica do país.

A mais profunda recessão em sete décadas levou também ao pior ano de cobrança de impostos desde 2004, de acordo com os cálculos da Bloomberg News, dado que as empresas sofreram grandes perdas e o desemprego aumentou.

Estes valores de Dezembro salientam os desafios com que se depara a Administração Obama enquanto procura formas de controlar o défice e de, ao mesmo tempo, preservar a retoma e ajudar a impulsionar o crescimento de postos de trabalho.

Mas não vai ser tarefa fácil. De acordo com as estimativas de responsáveis da Casa Branca e do Congresso, o défice deverá exceder um bilião de dólares [trillion na métrica anglo-saxónica] pelo segundo ano fiscal consecutivo.

Para ajudar a reduzir o défice e a reconstituir reservas despendidas no âmbito do programa governamental de resgate de activos tóxicos (TARP), o presidente Barack Obama planeia angariar até 120 mil milhões de dólares (82,7 mil milhões de euros) através de uma comissão a impôr às instituições financeiras.

Os gastos do governo norte-americano no passado mês aumentaram 7,3% face a Dezembro de 2008, para 310,8 mil milhões de dólares, o mais elevado valor de Dezembro de que há registo.

Ver comentários
Outras Notícias