Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Défice comercial dos EUA atinge 43,7 mil milhões em Agosto

O défice comercial dos EUA cresceu em Agosto para 54 mil milhões de dólares (43,75 mil milhões de euros), o segundo maior valor da sua história, com as importações do petróleo a atingirem os níveis mais elevados de sempre e as exportações a caírem.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 14 de Outubro de 2004 às 13:51
  • Partilhar artigo
  • ...

O défice comercial dos EUA cresceu em Agosto para 54 mil milhões de dólares (43,75 mil milhões de euros), o segundo maior valor da sua história, com as importações do petróleo a atingirem os níveis mais elevados de sempre e as exportações a caírem.

O défice da balança comercial cresceu 6,9% face a 50,5 mil milhões de dólares (40,91 mil milhões de euros) atingidos no mês de Julho, anunciou hoje o Departamento do Comércio. O valor recorde foi atingido no mês de Junho, altura em que alcançou os 55 mil milhões de dólares (44,55 mil milhões de euros).

As importações de bens e serviços cresceram 2,5% para um recorde de 150,1 mil milhões de dólares (121,6 mil milhões de euros), lideradas pelo petróleo e por produtos de origem chinesa de um total de 18,1 mil milhões de dólares (14,66 mil milhões de euros), o valor mais elevado de sempre. O défice comercial com a China atingiu valores históricos.

As exportações cresceram 0,1% em Agosto para 96 mil milhões de dólares (77,77 mil milhões de euros) depois de um aumento de 3% registado no mês anterior. As exportações de bens caíram 0,1% para 67,4 mil milhões de dólares (64,6 mil milhões de euros).

O défice comercial acima do esperado pelos analistas consultados pela Bloomberg que apontavam para um valor de 51,4 mil milhões de dólares (41,64 mil milhões de euros).

Os preços do petróleo têm registado aumentos consecutivos. O avanço de cerca de 70% dos preços do crude desde o início deste ano está a abrandar a expansão do crescimento económico mundial.

Ver comentários
Outras Notícias