A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Défice comercial português cresceu mais de 4% em 2007

O défice comercial português atingiu os 19,3 mil milhões de euros em 2007, valor que representa uma subida de 4,13% face a 2006, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 10 de Março de 2008 às 11:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O défice comercial português atingiu os 19,3 mil milhões de euros em 2007, valor que representa uma subida de 4,13% face a 2006, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Este agravamento do défice comercial foi determinado pelo comportamento das exportações e das importações no último trimestre do ano. Neste período, "as saídas de bens registaram um aumento de 4,3% e as entradas de 10,6%, determinando um agravamento do défice da balança comercial", explica o INE.

"Em termos das variações homólogas trimestrais, verificou-se uma redução progressiva das exportações, passando de um aumento de 13,5% no primeiro trimestre, para 9,8% no segundo trimestre, 6,2% no terceiro trimestre e 4,3% no último trimestre de 2007", revelam os dados do instituto de estatística.

No caso das importações registou-se uma evolução no sentido inverso: "no primeiro trimestre registou-se um aumento de 3,4%, tendo evoluído para 6,3% no segundo trimestre, 7,1% no terceiro trimestre e 10,6% no últimos trimestre", acrescenta o INE.

No total do ano, as exportações cresceram 8,4% para os 37,4 mil milhões de euros, com destaque para o aumento das saídas de produtos alimentares e bebidas, fornecimentos industriais e máquinas e outros bens de capital.

As importações cresceram 6,9% para os 56,7 mil milhões de euros, devido ao aumento da importação de produtos alimentares e bebidas e fornecimentos industriais.

Segundo o INE, os combustíveis e lubrificantes registaram uma quebra de 2,9% nas entradas e de 16,8% nas saídas.

As exportações para a União Europeia subiram 7,3%, enquanto as importações cresceram 6,6%. Para países terceiros, a exportações portuguesas avançaram 12% e as importações aceleraram 7,8%.

Mais lidas
Outras Notícias