Zona Euro Desemprego em Espanha cai para mínimos de 2009

Desemprego em Espanha cai para mínimos de 2009

Em Maio, o número de desempregados em Espanha caiu 112 mil, o que coloca a taxa de desemprego do país nos 17,8%, o valor mais baixo desde 2009.
Desemprego em Espanha cai para mínimos de 2009
Reuters
Negócios 02 de junho de 2017 às 09:14

Segundo os dados oficiais, o número de pessoas inscritas nos centros de emprego espanhóis recuou 111,9 mil, depois de já ter caído 129 mil em Abril. Há agora 3,46 milhões de desempregados no país, o valor mais baixo em oito anos. Ao mesmo tempo, a criação de emprego acelera para um ritmo inédito desde a crise financeira.

O El País escreve que o comportamento do emprego está a superar 2015, que já tinha sido o melhor ano para o mercado de trabalho desde que Espanha começou a recuperar da crise. É necessário recuar até 2005 para encontrar aumentos mais significativos da população empregada, que mesmo nessa altura se deveram a medidas de legalização de imigrantes aprovadas por José Luis Zapatero, que tiraram muito emprego da informalidade.

A hotelaria parece ser o sector mais dinâmico nos últimos anos. Só no mês passado, o emprego neste ramo de actividade aumentou em 65,4 mil postos de trabalho.

A economia espanhola tem dado sinais positivos nos últimos trimestres, tendo continuado a crescer acima da média da Zona Euro no arranque de 2017. As previsões apontam para um aumento de 2,8% do PIB na totalidade do ano.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI