Emprego Desemprego em mínimos de sete anos na Irlanda

Desemprego em mínimos de sete anos na Irlanda

A crescer cerca de 7% trimestralmente, a Irlanda surpreendeu pela positiva em 2015 e terminou o ano com a menor taxa de desemprego dos últimos sete anos e com receitas provenientes de impostos superiores ao previsto.
Desemprego em mínimos de sete anos na Irlanda
Inês F. Alves 05 de janeiro de 2016 às 16:40

A taxa de desemprego na Irlanda em Dezembro de 2015 manteve-se nos 8,8%, inalterada face à revisão de Novembro, e abaixo dos 10,2% registados em Dezembro de 2014, noticia a RTE esta terça-feira, 5 de Janeiro.

Trata-se do valor mais baixo desde 2008, pode ler-se no site da RTE, que dá conta dos últimos números divulgados pelo instituto nacional de estatística.

O número de desempregados no mês passado fixou-se nas 190.600 pessoas, menos 700 do que em Novembro de 2015. No comparativo entre períodos homólogos, em Dezembro de 2015 registaram-se menos 29.200 desempregados do que no mesmo mês de 2014.

No total, 119.500 homens estavam desempregados no mês passado, menos mil do que em Novembro. No caso das mulheres a tendência foi inversa e assistiu-se a um aumento. Em Dezembro existiam mais 300 desempregadas do que em Novembro, totalizando 71.100 pessoas.

A taxa de desemprego na Irlanda situa-se, assim, abaixo da média na Zona Euro, que se é de 10,7%.

"Estamos a criar mil postos de trabalho por semana, e estamos perto de ter dois milhões de pessoas empregadas. Queremos continuar até ao pleno emprego", disse o ministro da Segurança Social Joan Burton, citado pela RTE.

"Apesar de a emigração ser um factor que mantém o desemprego baixo até certo nível, o mercado de trabalho melhorou significativamente nos últimos anos, reflectindo a força da recuperação económica", salientou Alan McQuaid, da Merrion Economics.

O ano terminou não só com a menor taxa de desemprego dos últimos sete anos, como as receitas provenientes de impostos aumentaram 10,5% em 2015, ficando acima das espectativas.

Com receitas provenientes de impostos de 45,6 mil milhões de euros, este valor superou em 3,3 mil milhões de euros, ou 7,8%, as estimativas para o ano de 2015.

As receitas totais ascenderam aos 49,11 mil milhões de euros, escreve a RTE, acrescentando que a despesa total, por sua vez, foi de 49,12 mil milhões de euros, o que resulta num défice em conta corrente ligeiramente inferior aos 4 milhões de euros.

O sector industrial irlandês cresceu também em Dezembro, atingindo máximos de cinco meses.

A economia irlandesa teve um desenvolvimento surpreendente em 2015, tendo registado um crescimento homólogo de 7,2% no primeiro trimestre, de 6,8% no segundo trimestre e de 7% entre Julho e Setembro.

(Notícia actualizada com mais informação às 17:04)





pub

Marketing Automation certified by E-GOI