Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Desemprego registado em Portugal atinge 448 mil pessoas em Outubro

O desemprego registado em Portugal atingiu 447.917 pessoas no mês de Outubro deste ano, número que representa um acréscimo de 1,6% contra Setembro e de 22,6% face a Outubro do ano passado. Nos 12 meses até Outubro inscreveram-se mais 82 portugueses nos Ce

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 19 de Novembro de 2003 às 16:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O desemprego registado em Portugal atingiu 447.917 pessoas no mês de Outubro deste ano, número que representa um acréscimo de 1,6% contra Setembro e de 22,6% face a Outubro do ano passado. Nos 12 meses até Outubro inscreveram-se mais 82 portugueses nos Centros de Emprego.

«No fim do mês de Outubro de 2003, estavam inscritos, nos Centros de Emprego do Continente e Regiões Autónomas, 447917 desempregados, 14759 empregados que queriam mudar de emprego, 23132 ocupados em programas especiais de emprego e 5208 candidatos que não reuniam condições imediatas para o trabalho», refere o relatório do Instituto do Emprego e Formação Profissional.

O número de desempregados registados cresceu 1,6% contra Setembro e aumentou 22,6% face a Outubro de 2002, o que corresponde a mais 82.677 desempregados no espaço de um ano.

Segundo o IEFP, «o aumento do desemprego, relativamente ao mês homólogo de 2002, fez-se sentir mais nos homens (+28,3%) do que nas mulheres (+18,8%) e mais nos adultos (+23,2%) do que nos jovens (+19,9%) Relativamente ao mês anterior, estas quatro categorias de desempregados, aumentaram em número de inscritos».

O Banco de Portugal agravou ontem as suas previsões para a economia nacional, admitindo uma contração máxima de 1,5% no PIB este ano.

A mesma fonte diz ainda que todos os níveis de habilitação escolar registaram mais desempregados do que há um ano atrás, nomeadamente o ensino superior, onde a subida foi de 28,5%. Contra Setembro, no entanto, registou-se uma queda de 4,5%.

O número de ofertas de emprego disponíveis no final do mês de Outubro totalizava 11.127, valor superior em 21,4% ao registado um ano antes e inferior em 6,4% a Setembro variável, registando menos ofertas do que há um ano atrás.

Relativamente à actividade económica de origem do desemprego, dos 402.526 desempregados que no final do mês se encontravam inscritos como candidatos a novo emprego, nos Centros de Emprego do Continente, 56,4% eram oriundos de actividades do sector dos “serviços”, onde predominava o “comércio por grosso e a retalho”, e as “actividades imobiliárias informáticas e investigação e serviços prestados a empresas”, 38,6% provinham do sector da “indústria”, com destaque para a “construção” e 4,1% do sector “agrícola”. A situação de “despedido”, tem vindo a ganhar alguma relevância, sendo responsável, no mês de Outubro, por 7.272 registos, o que a coloca em segundo lugar no conjunto dos motivos de inscrição.

Outras Notícias