Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Despesa do Estado com salários dispara 8,2% até Junho

Até Junho, a despesa do Estado aumentou 4,2%, empurrada pelo crescimento dos gastos com pessoal, mostram os dados da execução orçamental, publicados hoje, 23 de Junho.

Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Aguiar naguiar@negocios.pt 23 de Julho de 2014 às 17:17
  • Partilhar artigo
  • 31
  • ...

A despesa com salários estava a cair até Maio deste ano, no entanto, com um só mês – Junho – essa tendência inverteu-se devido ao chumbo do Tribunal Constitucional aos cortes nas remunerações e a um efeito base na comparação com o ano passado.

"As despesas com o pessoal inflectiram o seu decréscimo e aumentaram 8,2% (-4,3% até Maio) em resultado, sobretudo, do pagamento do subsídio de férias aos trabalhadores em funções públicas (no ano transacto foi pago em Novembro) e do efeito resultante do aumento das remunerações na sequência da decisão do Tribunal Constitucional", pode ler-se no comunicado do Governo sobre a síntese de execução orçamental.

Este foi o principal motivo por trás do crescimento da despesa do Estado. Segundo os dados de execução, os gastos da Administração Central cresceram 4,2% até Junho, reflectindo mais encargos com remunerações, transferências para a Administração Local e gastos com pensões da CGA e juros.

Portugal chega assim a metade de 2014 com um défice mais alto do que tinha no ano passado. Os números da Direcção-Geral do Orçamento (DGO) apontam para um défice de 4.192 milhões de euros até Junho deste ano, mais 149 milhões do que em igual período de 2013.

Ver comentários
Saber mais défice DGO execução orçamental salários despesa
Outras Notícias