Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

DGCC diz preços no consumidor inalterados em Julho; inflação homóloga recua para 3,2%

O índice de preços no consumidor ficou inalterado em Julho, levando a inflação homóloga a recuar 0,2 pontos percentuais para 3,2% e a média anual a descer para 3,6%, igualando o valor máximo aguardado pelo Governo para este ano, segundo a DGCC.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 05 de Agosto de 2002 às 11:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O índice de preços no consumidor ficou inalterado em Julho, levando a inflação homóloga a recuar 0,2 pontos percentuais para 3,2% e a média anual a descer para 3,6%, segundo as previsões da Direcção-Geral do Comércio e da Concorrência.

A variação nula nos preços em Julho compara com o crescimento de 0,3% verificado em Junho e os 0,1% de Julho de 2001.

Segundo estas previsões o aumento da taxa máxima do IVA de 17 para 19% em Junho teve assim um efeito diminuto nos preços no consumidor.

«Estima-se que as principais contribuições, negativas, se concentrem fundamentalmente em artigos de vestuário e carne», refere a DGCC que nas variações positivas destaca «a rubrica aquisição de veículos automóveis».

Segundo as previsões da DGCC os preços dos artigos de vestuário recuaram 2,1%, devido ao inicio da época de saldos de Verão. Os preços dos automóveis aumentaram 0,3%.

Inflação anual dentro do intervalo do Governo

Com os preços inalterados em Julho a inflação homóloga recuou para 3,2%, menos 0,2 pontos percentuais que no mês anterior.

A inflação média anual, segundo as mesmas previsões, caiu 0,1 ponto percentual para 3,6% em Julho. Em Maio a inflação média do ano tinha sido de 3,8%, descendo para 3,7% em Junho.

A inflação média anual entrou assim no intervalo estimado pelo Governo para a inflação deste ano, que oscila entre os 3,3 e os 3,6%.

O Banco de Portugal projecta uma inflação entre 3,5 e 4,5% para este ano.

Mais lidas
Outras Notícias