Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dívidas portuguesa e irlandesa estáveis

Os juros da dívida portuguesa e irlandesa estão esta manhã a negociar em terreno relativamente estável, após Dublin ter aceite negociar com o BCE, CE e FMI um possível pacote de ajuda externa à banca.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 17 de Novembro de 2010 às 09:35
  • Partilhar artigo
  • 9
  • ...
Os juros da dívida portuguesa mantêm-se pouco alterados.

A “yield” das obrigações portuguesas a 10 anos avança 0,03% para 6,768%, enquanto os juros das obrigações a cinco anos recuam 1,7 pontos base para 5,672% e sobem 3,5% pontos para 4,240% na maturidade de dois anos.

Nas obrigações da Irlanda a tendência é de subida pouco acentuada, com a remuneração dos títulos de dívida com maturidade a 10 anos a ascender dois pontos base para 8,262%, enquanto na maturidade de dois anos a subida é de 0,2 pontos par 5,407%. Destacam-se apenas as obrigações com maturidade a seis anos, cujos juros avançam 15,2 pontos base para 7,661%.

O ministro das Finanças da Irlanda, Brian Lenihan, disse ontem que “não se comprometeu a entrar no mecanismo [de resgate]” e reconheceu que muito embora existam “sérias perturbações de mercado”, a ajuda europeia “não é inevitável”.

Olli Rehn, comissário europeu para os Assuntos Económicos e Financeiros, disse que as autoridades europeias, o FMI e os responsáveis do governo irlandês se vão reunir em Dublin para iniciarem negociações “técnicas” acerca de um "potencial programa de reestruturação do sistema bancário” do país.

Ver comentários
Saber mais Irlanda juros ajuda FMI
Outras Notícias