Justiça Dinheiro de blindados escondido em offshore

Dinheiro de blindados escondido em offshore

A assinatura do contrato de compra dos blindados Pandur envolveu a entrega de contrapartidas, transferidas através de uma offshore sediada em Londres, noticia hoje o Correio da Manhã.
Dinheiro de blindados escondido em offshore
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 26 de dezembro de 2014 às 11:29

A Dalglish Internacional Limited, identificada pela primeira vez na comissão de inquérito parlamentar à compra de equipamento militar, terá sido usada para transferir as contrapartidas detidas pela GOM – propriedade de ex-trabalhadores da Bombardier - para a Fabrequipa, que ficou responsável pela montagem dos Pandur. O CM lembra que este contrato foi celebrado quando Paulo Portas era ministro da Defesa.

 

A Dalglish é detida pelo grupo General Dynamics, que é também proprietária da Steyer, empresa que vendeu os Pandur a Portugal. Um desentendimento entre a Steyer e a GOM sobre os custos de mão-de-obra para a montagem dos blindados levou a primeira a apresentar uma proposta de compra da segunda.

 

Em Abril de 2006, a transacção foi acordada. Embora tivesse direitos de contrapartidas no valor de 103,4 milhões de euros, a GOM foi comprada por três milhões pela Dalglish, que depois a revendeu à Fabrequipa pelo mesmo valor.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI