Economia Dívida das empresas e das famílias cai 800 milhões de euros em Janeiro

Dívida das empresas e das famílias cai 800 milhões de euros em Janeiro

As estatísticas do Banco de Portugal apontam para uma redução ligeira do endividamento das empresas privadas e das famílias no mês de Janeiro. Já o Estado aumentou-a em quase três mil milhões.
Dívida das empresas e das famílias cai 800 milhões de euros em Janeiro
Bruno Simões 21 de março de 2016 às 17:20

O sector não financeiro português, que engloba as empresas públicas e privadas, as famílias e o Estado – devia, em Janeiro deste ano, 700 mil milhões de euros, de acordo com as estatísticas do Banco de Portugal divulgadas esta segunda-feira. Trata-se de um aumento de quase três mil milhões de euros face a Dezembro de 2015. No sector privado, que inclui as empresas e as famílias, registou-se uma redução de cerca de 800 milhões de euros.

 

De acordo com as estatísticas do Banco de Portugal, que exclui as contas da banca, as empresas privadas e as famílias reduziram a sua dívida em cerca de 800 milhões de euros em Janeiro. As empresas reduziram cerca de 500 milhões de euros ao seu endividamento, que era, em Janeiro, de 259,2 mil milhões de euros, enquanto as famílias passaram de 143,7 mil milhões em Dezembro de 2015 para 143,3 mil milhões em Janeiro.

 

Segundo o Banco de Portugal, esta evolução no sector privado (sem o Estado) "reflecte o decréscimo do endividamento das empresas privadas e dos particulares junto do sector financeiro residente".

 

A dívida do sector não financeiro português – incluindo o Estado – passou de 697,4 mil milhões de euros em Dezembro de 2015 para 700,3 mil milhões de euros em Janeiro deste ano. "O aumento do endividamento do sector não financeiro ficou a dever-se ao acréscimo de 3,7 mil milhões de euros no endividamento do sector público não financeiro, que totalizou 297,7 mil milhões de euros", informa o Banco de Portugal.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI