Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dívida pública atinge novo recorde em março nos 275,3 mil milhões

O valor da dívida pública referente ao último mês do primeiro trimestre deste ano voltou a subir mais de mil milhões de euros, para novos máximos históricos, com a pandemia a ditar níveis de despesa superiores.

Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 03 de Maio de 2021 às 11:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...
dívida pública portuguesa na ótica de Maastricht, aquela que interessa a Bruxelas, voltou a renovar máximos históricos no mês de março, com um aumento para os 275,3 mil milhões de euros, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira pelo Banco de Portugal (BdP).

Face ao mês de fevereiro, sofreu um aumento de 1,2 mil milhões de euros. Assim sendo, no primeiro trimestre deste ano, o rácio da dívida pública - o peso deste indicador no PIB (produto interno bruto) - foi de 137,1%, o que também representa um máximo. No final de 2020, este valor tinha-se fixado nos 133,4%.



De acordo com o Banco de Portugal, "esta subida da dívida pública refletiu essencialmente emissões de títulos de dívida". Entre estas operações estará a colocação de 625 milhões de euros em títulos com maturidade em 18 de outubro de 2030 por parte do IGCP, o instituto que gere a dívida nacional, tendo suportado uma "yield" de 0,237%. Em janeiro Portugal tinha colocado dívida a 10 anos pela primeira vez com taxas negativas.

Segundo a entidade liderada por Mário Centeno, os depósitos das administrações públicas diminuíram 400 milhões de euros, sendo que a dívida pública líquida de depósitos aumentou 1,6 mil milhões de euros em março, em relação ao mês anterior, para 250,5 mil milhões de euros.


Em 2020, Portugal tinha fechado com uma dívida pública de 270,4 mil milhões de euros, o que representava um recorde e um aumento de 20,4 mil milhões de euros em relação ao final de 2019, num ano em que o Governo promoveu vários programas de apoio à economia para conter o impacto da pandemia. 
Ver comentários
Saber mais BdP Banco de Portugal Portugal economia negócios e finanças macroeconomia banco central
Outras Notícias