Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Donald Trump diz que vai combater anti-semitismo em todas as formas

  O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou hoje, em Washington, que irá "combater o anti-semitismo" em todas as suas formas, uma matéria que suscitou polémica no início do mandato.

Se os últimos dias de Obama foram marcados por uma crescente tensão com Moscovo, os primeiros de Trump vieram confirmar o desejo de uma aproximação. Um dos primeiros telefonemas oficiais, no final de Janeiro, foi para o Kremlin. A conversa com Putin versou sobre o combate ao terrorismo. A proximidade tem suscitado polémica, que remonta ao período da campanha. O primeiro director, Paul Manafort, demitiu-se após a notícia de ligações a Moscovo. Os contactos com a Rússia provocaram a queda do conselheiro de Segurança Nacional, Michael Flynn, e no domingo surgiram notícias que envolvem outras figuras próximas do Presidente. Na Europa, teme-se que Trump ponha fim, unilateralmente, às sanções decretadas após o apoio militar da Rússia aos rebeldes  na Ucrânia.
reuters
Lusa 25 de Abril de 2017 às 21:28
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

"Hoje, recordamos seis milhões de judeus - homens, mulheres e crianças - cujos sonhos foram arrancados da terra. Lembramos milhões de outras vítimas inocentes dos nazis", declarou Trump, numa cerimónia que decorreu no Congresso, organizada pelo Museu do Holocausto, em Washington.

 

Para o Presidente dos Estados Unidos, "negar a existência do Holocausto é uma das numerosas formas de anti-semitismo perigoso que está sempre presente no mundo", acrescentou, perante sobreviventes dos campos de concentração.

 

"Nós vamos combater o anti-semitismo, eu comprometo-me pessoalmente", disse ainda, sobre um fenómeno que tem sido sentido, entre outros espaços públicos, nas universidades.

 

"Enquanto Presidente dos Estados Unidos, eu estarei sempre ao lado do povo judeu e do nosso grande amigo, o Estado de Israel", prosseguiu.

 

Alguns dias após a tomada de posse, a 20 de Janeiro, uma polémica irrompeu quando Trump, por ocasião do Dia Mundial da Memória das Vítimas do Holocausto, difundiu um comunicado no qual não falava dos judeus.

 

O Presidente foi também criticado por ter reagido demasiado tarde a uma série de incidentes de carácter anti-semita que ocorreram em vários pontos dos Estados Unidos.

 

 

Ver comentários
Saber mais Trump Museu do Holocausto Presidente dos Estados Unidos Estado de Israel
Mais lidas
Outras Notícias