Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Draghi: BCE vai manter-se activo enquanto desemprego permanecer elevado (act.)

Presidente do BCE não anunciou novas medidas, mas disse que todo o arsenal, convencional e não-convencional, até agora usado para tentar travar esta crise continua "à disposição", e que é "prematuro" falar de estratégias de saída enquanto o desemprego se mantiver elevado.

Eva Gaspar egaspar@negocios.pt 04 de Abril de 2012 às 14:09
  • Partilhar artigo
  • ...
O presidente do Banco Central Europeu (BCE) precisou esta tarde que a autoridade monetária do euro não se considera limitada no uso de qualquer instrumento, incluindo novos empréstimos a três anos aos bancos, embora considere que, por ora, tal não é necessário, nem avisado.

Referindo-se à crescente taxa de desemprego – variável frequentemente ausente do discurso de primeira linha do BCE – Mario Drahgi disse que enquanto se mantiver elevada "falar de estratégia de saída do BCE é prematuro".

"A nossa primeira preocupação é manter a estabilidade dos preços", mas "o nosso objectivo é fomentar um crescimento sustentável no longo prazo que permita absorver este desemprego. Sabemos que não é há um trade-off entre desemprego e inflação sustentável no tempo", afirmou Draghi na conferência de imprensa que se seguiu à reunião mensal do Conselho de Governadores do BCE que manteve inalterada a taxa de referência em 1%.

Há um mês, Draghi manifestou o desejo de o BCE regressar a uma política monetária "mais clássica"; hoje disse ser "permaturo falar de estratégias de saída" – o que mudou? "Não é fácil abordar essa questão, mas estamos a fazer política monetária com instrumentos mais clássicos", respondeu hoje, referindo-os aos empréstimos à banca (ainda que com prazos mais dilatados e colaterais de menor qualidade), por oposição à compra de dívida pública no mercado secundário – expediente que não é activado há quatro semanas.
Ver comentários
Saber mais mario draghi BCE
Outras Notícias