Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Economia portuguesa volta a crescer acima da Zona Euro em 2010

A economia portuguesa vai registar uma expansão de 0,8% em 2010, o que a coloca a meio da tabela entre os países da Zona Euro com maior crescimento, de acordo com as previsões hoje divulgadas pelos institutos alemães. Portugal superará a Zona Euro durante dois anos seguidos.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 15 de Outubro de 2009 às 16:00
A economia portuguesa vai registar uma expansão de 0,8% em 2010, o que a coloca a meio da tabela entre os países da Zona Euro com maior crescimento, de acordo com as previsões hoje divulgadas pelos institutos alemães. Portugal superará a Zona Euro durante dois anos seguidos.

Os institutos de conjuntura alemães, entre os quais o Ifo, avançaram hoje com as previsões para a Alemanha, antecipando que o PIB da maior economia da Europa vai crescer 1,2% em 2010 e registar uma contracção de 5% este ano.

Os institutos, na sua previsão de Outono, efectuam também previsões para outros países, incluindo todos os da Zona Euro.

Para Portugal, os institutos estimam uma contracção de 3,2% este ano e um crescimento de 0,8% em 2010. Uma previsão que coloca Portugal em oitavo lugar entre os países da Zona Euro e com um crescimento acima da média. Para os 16 países que partilham o euro os institutos estimam um crescimento de 0,7%.

Surgindo a meio da tabela, Portugal vai crescer menos do que a França (1,1%) e o Chipre (1,5%), mas mais do que a Itália (0,2%) e a Espanha (-0,3%).

O país vizinho será mesmo, de acordo com o relatório intitulado “Recuperação hesitante, aumento da dívida pública”, o único da Zona Euro que continuará em terreno negativo no próximo ano.

Este ano Portugal vai registar uma queda no PIB de 3,2%, inferior à previsão avançada para a média da Zona Euro (-3,9%). A confirmarem-se estas previsões, Portugal conseguirá durante dois anos consecutivos registar uma performance superior à da Zona Euro, após uma longa serie de anos de divergência.

Para a inflação portuguesa os institutos antecipam um regresso a valores positivos em 2010 (0,6%), depois da queda de 1% estimada para 2009.

Apesar da recuperação antecipada para a economia portuguesa, os institutos acreditam que o desemprego vai continua a aumentar em Portugal. Depois de atingir 9,3% este ano, subirá para 10,4% em 2010, de acordo com as mesmas previsões.

As previsões dos institutos alemãs são das mais optimistas avançadas para a economia portuguesa. A Católica estimou ontem que o PIB português vai crescer 0,6% em 2010, o dobro do antecipado pelo Banco de Portugal.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio