A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Em cinco anos, 84 entidades saíram do Estado

Entre 2005 e 2009, saíram 84 entidades do universo da Administração Central, e que, por isso, deixaram de ter as suas contas discriminadas na Conta Geral do Estado, alerta o Tribunal de Contas no parecer ontem divulgado.

Rui Peres Jorge rpjorge@negocios.pt 23 de Dezembro de 2010 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Só em 2009, o Governo retirou 52 entidades do perímetro do Estado (quatro hospitais transformados em empresas, uma outra empresarialização, 28 centros de formação que passaram a associações e 19 entidades das Universidades do Porto, Aveiro e ISCTE passaram a fundações).

Desde 2005 saíram do perímetro do Estado 84 entidades, valor que ultrapassa a centena se se recuar a 2003, ano em que foram empresarializados 32 hospitais.

Assim, no ano passado, entre compras de bens e serviços e dotações de capital injectadas nos hospitais-empresa, transferências para as universidades transformadas em fundações e transferências para a Estradas de Portugal somam-se "4.130,4 milhões de euros", estima o TC, escrevendo que "este valor corresponderá só a uma parte da execução financeira destas entidades, que, se não tivessem sido retiradas da Administração Central, estaria discriminada na Conta Geral do Estado por natureza".











logo_empresas

Ver comentários
Saber mais Administração Central Tribunal de Contas
Mais lidas
Outras Notícias