Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Emprego cresce 0,7% no comércio a retalho em Novembro

O emprego, as remunerações e o número de horas trabalhadas no comércio a retalho aumentaram em Novembro, de acordo com dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE). O emprego cresceu 0,7%.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 03 de Janeiro de 2005 às 11:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O emprego, as remunerações e o número de horas trabalhadas no comércio a retalho aumentaram em Novembro, de acordo com dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

O emprego cresceu 0,7% no comércio a retalho em Novembro, quando comparado com mesmo período do ano passado. O comércio de «produtos não alimentares» contribuiu para este avanço, com uma variação positiva de 2,1%, o que contrariou a queda de 1,4% registada no comércio de «produtos alimentares».

As remunerações brutas aumentaram 6,5% em termos homólogos. Para esta evolução contribuíram os dois agrupamentos. As remunerações no agrupamento de «produtos alimentares» cresceram 10% e no de «produtos não alimentares» avançaram 4,7%.

O número de horas trabalhadas também aumentou no sector em análise, com uma subida de 2,9% face ao mesmo período do ano passado, «influenciado pelo maior número de dias úteis» em Novembro, segundo o INE.

O agrupamento do comércio a retalho de «produtos alimentares» registou uma subida no volume de trabalho de 1,9%, e o de «produtos não alimentares» cresceu 3,5%, em termos homólogos.

Ver comentários
Outras Notícias