Transportes Empresas chinesas interessadas em fornecer material circulante a Portugal

Empresas chinesas interessadas em fornecer material circulante a Portugal

O investimento na renovação de material circulante, sobretudo nos metros de Lisboa e Porto, está a atrair empresas chinesas, revelou o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos.
Empresas chinesas interessadas em fornecer material circulante a Portugal
Nuno Veiga/Lusa
Lusa 13 de novembro de 2019 às 23:12
Num discurso durante a 6.ª Gala da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa, no Casino Estoril, o governante falou dos planos para as áreas que tutela, referindo que, no caso da ferrovia, "o investimento passa necessariamente pela renovação do material circulante".

"Esta é uma oportunidade à qual as empresas chinesas já estão a responder, em particular para os metros de Lisboa e do Porto, e desejamos que assim o possam continuar a fazer", declarou.

Pedro Nuno Santos disse ainda que "o investimento que Portugal já está a fazer na modernização e na expansão da rede ferroviária nacional tem de representar uma oportunidade para recuperar a sua capacidade industrial de material circulante ferroviário".

Segundo o governante, o executivo está aberto "à criação de parcerias tecnológicas com empresas chinesas que operem neste setor, atraindo investimento, partilhando conhecimento e honrando os 40 anos de relações diplomáticas" entre os dois países".

O ministro recordou que o executivo está "a trabalhar numa versão atualizada do documento estruturante das opções de investimento para a próxima década", o Programa Nacional de Investimentos, que "dará prioridade ao transporte ferroviário".

Pedro Nuno Santos destacou também que está a decorrer o concurso público internacional para a construção de um novo terminal de contentores no porto de Sines, o terminal Vasco da Gama, num investimento de 650 milhões de euros.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI