Orçamento do Estado Empresas públicas já pagaram swaps em atraso ao Santander
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Empresas públicas já pagaram swaps em atraso ao Santander

As empresas públicas de transportes que tinham pagamentos de swaps em atraso ao Santander Totta já regularizaram a situação. Só o Metropolitano de Lisboa pagou 269,5 milhões de euros em Janeiro ao banco - um valor decisivo para explicar a subida dos encargos com juros das administrações públicas.
Empresas públicas já pagaram swaps em atraso ao Santander
O Metropolitano de Lisboa tinha comprado swaps tóxicos ao Santander Totta.
Bruno Simão/Negócios
Margarida Peixoto 26 de fevereiro de 2018 às 22:55

Segundo o boletim de execução orçamental de janeiro, publicado ontem pela Direcção-geral do Orçamento, os gastos com juros deram o maior contributo para o aumento de 4,7% da despesa das administraçõ)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 27.02.2018

Andam caladinhos nunca mais falaram desta vergonha que foram meterem nas empresas públicas estes instrumentos financeiros... misturaram divida de curto prazo com longo prazo e no final quem se tramou para não dizer outra coisa são os contribuintes... mas a culpa é do Sócrates...

pertinaz 27.02.2018

GRANDE SÓCRATES...!!!

FIZESTE A BURRADA E HÁ UNS BURROS QUE AINDA ACREDITAM NO PAI NATAL...

ricky 27.02.2018

Se houvesse justiça, esta fatura ia direitinha para a albuquerque e para o ladrão de velhinhos sergio monteiro. Isto do erário publico ter de pagar as alarvidades de uma ou duas pessoas tem de acabar !

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub