Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Energia e telecomunicações mantêm bolsa em alta

A praça de Lisboa iniciou a negociação em terreno positivo, em linha com as pares europeias. O índice nacional recupera de mínimos de 1996.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 31 de Maio de 2012 às 09:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O PSI-20 soma 0,43% para os 4.536,93 pontos, com 12 cotadas em alta, sete em queda e uma inalterada. Na Europa, a tónica é também de recuperação com os mercados accionistas a serem impulsionados pela expectativa em torno do referendo na Irlanda ao Tratado Orçamental, esperando-se uma vitória do ”sim”.

Mas, também os dados económicos na Alemanha pesam nesta tendência. As vendas a retalho na maior economia da Zona Euro aumentaram, em Abril, pelo segundo mês consecutivo. Outros indicadores serão conhecidos ao longo do dia de hoje, nomeadamente aqueles que se referem ao emprego, nos Estados Unidos.

Por cá, são as cotadas dos sectores da energia e das telecomunicações as principais responsáveis por este comportamento positivo.

A EDP Renováveis é a cotada que mais impulsiona a praça de Lisboa, ao subir 2,74% para os 3 euros. A empresa liderada por Manso Neto é a única cotada nacional, no universo ibérico das pequenas e médias capitalizações, no lote das preferidas do BPI.

Esta aposta é justificada pela baixa avaliação actual da empresa que, aos olhos dos analistas deste banco de investimento, poderá vir a beneficiar de uma eventual oferta de aquisição por parte da "casa-mãe", a EDP. A companhia de energias verdes tem margem para quase duplicar a sua cotação face ao preço-alvo de 5,80 euros atribuído pelo BPI.

Já a EDP contraria esta tendência e cede 0,06% para os 1,658 euros. Ainda neste sector, a Galp Energia também favorece os ganhos do PSI-20, numa altura em que os preços do petróleo seguem a negociar em alta, em ambos os mercados de referência. A petrolífera ganha 0,51% para os 9,908 euros. A Redes Energéticas Nacionais (REN) recua 0,76% para os 1,965 euros.

Quanto às telecomunicações, a tónica é maioritariamente positiva. A Zon Multimédia lidera os ganhos, ao apreciar 1,91% para os 2,084 euros, no dia em que o “Diário Económico” avança que Isabel dos Santos pretende reforçar a sua posição na empresa até aos 25%. A Portugal Telecom (PT) coloca hoje termo a uma série de sete sessões consecutivas de perdas, período em que tocou em mínimos de 1996. A operadora sobe 0,61% para os 3,157 euros. Neste sector, apenas a Sonaecom negoceia em terreno positivo. A companhia deprecia 0,35% para os 1,145 euros.

No que diz respeito ao sector financeiro, a tendência é mista. Do lado dos ganhos, destaca-se o Banco Comercial Português (BCP) que ganha 0,99% para os 0,102 euros, no dia em que se realiza a Assembleia Geral (AG) na qual os accionistas se vão pronunciar sobre a possibilidade da entrada do Estado no capital do banco.

Para hoje está agendada também a AG do BPI. As acções do banco liderado por Fernando Ulrich cedem 0,83% para os 0,358 euros.

Já o Banco Espírito Santo (BES) desce 0,88% para os 0,45 euros, enquanto o Espírito Santo Financial Group (ESFG) segue inalterado nos 5,15 euros.

Fora do PSI-20, o Banif dispara 9,09% para os 0,12 euros, no dia em que apresenta os resultados dos primeiros três meses do ano.

Quanto aos restantes pesos-pesados da praça de Lisboa, a Jerónimo Martins deprecia 0,07% para os 14 euros.

Ver comentários
Saber mais PSI-20 bolsa nacional praça de Lisboa Irlanda EDP Renováveis BPI BCP Assembleia Geral
Outras Notícias