Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Espanha fechou o ano com mais de 5,2 milhões de desempregados

Os números superam mesmo as piores previsões. A taxa de desemprego em Espanha fixou-se, em 2011, nos 22,85%.

Marlene Carriço marlenecarrico@negocios.pt 27 de Janeiro de 2012 às 09:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
No final de 2011 havia em Espanha 5.273.600 de desempregados, mais 577 mil do que no ano anterior. Os números divulgados hoje pelo instituto espanhol de estatística revelam que a taxa de desemprego se fixou, no final do ano, nos 22,85%, contra os 20,33% registados em 2010.

É a primeira vez na história que o número de desempregados neste país ultrapassa a barreira dos cinco milhões, isto numa altura em que a economia espanhola regista uma nova contracção e que a recessão é o caminho mais provável. Conhecidos agora os números também se confirma o quinto ano consecutivo de subida do desemprego em Espanha. As edições online dos diários espanhóis salientam que esta taxa podia ser ainda maior caso a população activa não tivesse caído.


O desemprego de longa duração (mais de um ano) também está a aumentar, registando-se no último trimestre do ano mais 201.900 pessoas nesta situação.

Portugal com níveis de desemprego históricos

Por cá, a taxa de desemprego atingiu um nível recorde de 13,2%, em Novembro, de acordo com os dados do Eurostat, e o Banco de Portugal estima que este ano haverá uma redução do emprego de 1,8%.

Em Novembro, Portugal continuava a apresentar a quarta taxa de desemprego mais elevada entre os países para os quais existiam dados disponíveis, sendo apenas ultrapassado por Espanha (22,9%), Irlanda (14,6%) e Eslováquia (13,5%).

Segundo os dados do Eurostat, em Novembro encontravam-se no desemprego 23,6 milhões de cidadãos, dos quais 16,3 milhões na Zona Euro.
Ver comentários
Saber mais desemprego Espanha
Outras Notícias