Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Espião detido em Roma fica em prisão preventiva

O funcionário do SIS detido a 21 de Maio em Roma por alegada espionagem e outros crimes ficou hoje em prisão preventiva por decisão do juiz de instrução criminal Ivo Rosa.

Negócios 08 de Junho de 2016 às 13:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Apesar de Frederico Carvalhão Gil ficar em prisão preventiva, o juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) admitiu que poderá existir a possibilidade de esta medida vir a ser alterada para obrigação de permanência na residência com vigilância electrónica, desde que estejam preenchidos os requisitos exigidos.

 

Após interrogatório judicial, o magistrado considerou que o arguido está "fortemente indiciado" dos crimes de violação de segredo de Estado, espionagem e corrupção, refere a Lusa.

 

O funcionário do tribunal que comunicou a medida de coacção aos jornalistas referiu ainda que, após o interrogatório, o Ministério Público pediu a prisão preventiva do funcionário do Serviço de Informações e Segurança (SIS) por considerar existir o perigo de fuga, continuação da actividade criminosa e possibilidade perturbação da investigação.

 

De acordo com um comunicado enviado pelo gabinete da Procuradora-Geral da República o " juiz decidiu, em consonância com o promovido pelo Ministério Público, aplicar ao arguido a medida de coacção de prisão preventiva".

 

No inquérito investigam-se suspeitas de transmissão de informações, a troco de dinheiro, por parte de um funcionário português a um cidadão estrangeiro supostamente ligado a um serviço de informações estrangeiro.

 

Ver comentários
Saber mais Frederico Carvalhão Gil Ministério Público
Outras Notícias