Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estado Islâmico no Egipto reivindica no Twitter ter abatido avião russo

O avião russo que se despenhou no Egipto pode ter sido abatido por uma célula do Estado Islâmico. A reivindicação foi feita no Twitter, mas há quem duvide. Morreram 224 pessoas.

Negócios com Lusa 31 de Outubro de 2015 às 15:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Uma ala que diz estar ligada ao Estado Islâmico no Egipto reivindicou no Twitter ter abatido o avião russo que se despenhou no Sinai, no leste egípcio, provocando a morte aos 224 passageiros e tripulantes.

"Os soldados do Califado conseguiram abater um avião russo na província do Sinai transportando 220 cruzados que foram mortos", afirmou o grupo extremista num comunicado colocado nas redes sociais, indicando ter agido como "represália" à intervenção russa na Síria.

O avião, que tinha como destino São Petersburgo, caiu ao sul da cidade egípcia de Al-Arish, capital da província do Norte de Sinai, pouco depois de levantar voo de Sharm-el-Sheik, com 224 pessoas a bordo.

Segundo o Guardian o avião seria da companhia Metrojet. Este jornal britânico acrescenta, no entanto, que muitos peritos estão cépticos quanto à capacidade desses grupos que operam no Egipto de abater um avião.

Um alto funcionário da autoridade de controlo do espaço aéreo disse à Agência France Presse (AFP) que a comunicação foi perdida quando o avião sobrevoava o norte da Península do Sinai.


Ver comentários
Outras Notícias