Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estados cortam no Ensino Superior

A despesa pública com o no Ensino Superior caiu mais de cinco pontos percentuais nos países da OCDE, entre 1995 e 2003. Esta é uma das principais conclusões do Relatório Anual sobre o Panorama  da Educação, publicado este manhã pela OCDE.

Carlos Filipe Mendonça carlosmendonca@mediafin.pt 12 de Setembro de 2006 às 10:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A despesa pública com o no Ensino Superior caiu mais de cinco pontos percentuais nos países da OCDE, entre 1995 e 2003. Esta é uma das principais conclusões do Relatório Anual sobre o Panorama  da Educação, publicado este manhã pela OCDE.

Em 1995, do total das despesas com o Ensino Superior nos países da OCDE, 81% eram suportadas pelo Estados. Oito ano volvidos a percentagem do esforço público reduziu-se para os 76,2%. A contrariar esta tendência, só a Espanha, Irlanda, Noruega e República Checa aumentaram os gastos dos Estados com o Ensino Superior.

Ainda neste nível de ensino, a fatia dos investimentos privados (investimento directo das famílias) varia entre os 5% na Dinamarca, Finlândia, Dinamarca, Grécia, Noruega e Turquia, para mais de 50% em países como a Austrália, a Coreia do Sul, Estados Unidos ou Japão.

Isto é, nos países nórdicos, por exemplo, se o custo total de um aluno por mês for de 100 euros, as famílias apenas suportam 5% desses gasto.

Ver comentários
Outras Notícias