Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estudo: 85% das empresas não estão prontas para o novo Regulamento de Protecção de Dados

A uma semana da entrada em plena aplicação do regulamento comunitário dobre protecção de dados, a maioria das empresas europeias e dos EUA não está ainda preparada para as novas regras, revela um estudo da Capgemini hoje divulgado. Britânicos são os mais bem preparados.

Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 17 de Maio de 2018 às 18:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Numa corrida contra o tempo. É assim que se encontra a esmagadora maioria das empresas da Europa e dos Estados Unidos, conclui um estudo realizado pela consultora Capgemini segundo o qual a 25 de Maio 85% admitem não conseguir estar prontas a tempo da aplicação das novas regras.

 

O estudo, levado a cabo pelo Digital Transformation Institute da Capgemini e intitulado "Seizing the GDPR Advantage: From mandate to high-value opportunity", envolveu questionários a 1.000 gestores e 6.000 consumidores em oito mercados -  Estados Unidos, Reino Unido, Espanha, Holanda, Alemanha, Itália, França e Suécia. O objectivo foi perceber as medidas que estão a ser tomadas pelas empresas, qual o seu grau de preparação para responderem e cumprirem os requisitos e quais as oportunidades de negócio geradas pelo RGDP. 

 

Neste momento, as empresas britânicas são as mais avançadas, apesar de apenas 55% responder que a 25 de Maio já estará em grande parte ou totalmente conforme com os novos requisitos. Seguem-se a Espanha (54%), a Alemanha (51%) e a Holanda (51%). A Suécia é o país que ainda tem mais a fazer: apenas 33% das empresas suecas estará em grande parte ou completamente conforme as regras do RGDP dentro do prazo. 

 

A Capgemini lembra que esta pode ser uma "oportunidade perdida de aumentar o volume de negócios", uma vez que o estudo também conclui que "39% dos consumidores que estão convencidos de que determinada empresa protege os seus dados pessoais, aumentam naturalmente o  volume de compras que faz junto desta organização".

 

Pelas contas da Capgemini, "os consumidores chegam a gastar mais 24% do que habitualmente" nas empresas cumpridoras. E, adicionalmente, "40% revelaram ter realizado transacções mais frequentes com esta (s) empresa (s), quer tenha sido numa base pontual ou regular".

 

Por outro lado, em toda a Europa, 57% dos indivíduos afirmou que irá tomar medidas contra as empresas que não protegerem devidamente os seus dados pessoais.

Ver comentários
Saber mais Capgemini RGDP Regulamento Geral de Protecção de Dados Europa
Mais lidas
Outras Notícias