Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estudo do INE revela quase 400 mil estrangeiros em Portugal

Um estudo do INE (Instituto Nacional de Estatística) revela que a população estrangeira em Portugal cresceu cerca de 70% na última década, o que corresponde a 394.496 estrangeiros.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 17 de Dezembro de 2012 às 16:59

Este número representa que cerca de 3,7% da população do país é composta por estrangeiros, sendo que o protótipo de imigrante é de nacionalidade brasileira, mulher, com 34 anos de idade, solteira e católica. Reside na região de Lisboa, possui o ensino secundário e encontra-se empregada no sector das limpezas.

 

O grupo de países da América do Sul é o mais representativo dos estrangeiros em Portugal, com 29% vindos somente do Brasil. Também os Países Africanos de Língua Portuguesa (PALOP’s) e os países da União Europeia contribuem com uma boa taxa de imigrantes, na ordem dos 24%, cada.

 

De notar é o facto da população dos PALOP ter diminuído de 44% para 24%, o que significa que praticamente todas as outras comunidades estrangeiras aumentaram, tendo contribuído com mais 167.781 estrangeiros em Portugal.

 

A região de Lisboa concentra mais de metade dos estrangeiros a viver em Portugal, cerca de 51,6%, seguindo-se as regiões do norte, centro e Algarve, todas com um peso de cerca de 13%. As regiões com menos estrangeiros são as regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

 

As actividades económicas mais representadas são as da restauração, construção e comércio a retalho, que empregam 12,6%, 12% e 11,8%, respectivamente. Dos quase 200 mil estrangeiros empregados, cerca de 15,2% são trabalhadores das limpezas, em casas particulares ou hotéis, sendo essa a profissão onde mais imigrantes se encontram empregados.

 

De um modo geral, as principais profissões da população estrangeira não são distintas das profissões que empregam mais portugueses, de acordo com o estudo do INE.

Ver comentários
Saber mais INE estrangeiros
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio