Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EUA expulsam 60 diplomatas russos. Alemanha e outros países expulsam quatro cada

Os Estados Unidos anunciaram esta segunda-feira a expulsão de 60 “espiões” russos e uma ordem de encerramento do consulado da Rússia em Seattle, em resposta ao envenenamento com gás tóxico do ex-espião Serguei Skripal no Reino Unido.

Felipe Trueba/EPA
Lusa 26 de Março de 2018 às 15:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A medida insere-se numa acção coordenada dos países ocidentais e foi divulgada no mesmo dia em que a Alemanha, França, Polónia e Canadá anunciaram a expulsão de quatro diplomatas russos cada um, a República Checa e a Lituânia três, a Itália, a Holanda e a Dinamarca dois, a Estónia um e a Ucrânia 13.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, anunciou que 14 países membros da UE decidiram expulsar diplomatas russos devido ao caso Skripal e que medidas adicionais serão anunciadas nos próximos dias e meses.

Em Washington, um responsável da administração norte-americana precisou que 48 dos diplomatas são "agentes de informações conhecidos" a trabalhar na embaixada em Washington e os outros 12 na representação da Rússia na ONu, em Nova Iorque.

O responsável disse que a medida visa transmitir a Moscovo que a administração norte-americana recusa o número "inaceitavelmente alto" de agentes dos serviços secretos russos nos Estados Unidos.

O encerramento do consulado em Seattle deve-se a preocupações de segurança devido à proximidade de uma base naval norte-americana.

Os diplomatas expulsos têm sete dias para abandonar o território.

Na Alemanha, o Ministério dos Negócios Estrangeiros justificou a expulsão dos quatro diplomatas russos com o facto de "a Rússia não ter contribuído para esclarecer o envenenamento de Salisbury", que vitimou o ex-espião e a filha, em estado crítico desde que foram encontrados inconscientes naquela cidade do sul de Inglaterra, a 4 de Março.

O caso Skripal provocou uma crise diplomática entre a Rússia e os países ocidentais e levou o Reino Unido a expulsar 23 diplomatas russos do território britânico e a congelar as relações bilaterais, ao que Moscovo respondeu expulsando 23 diplomatas britânicos e suspendendo a actividade do British Council na Rússia.

Ver comentários
Saber mais diplomatas russos EUA Alemanha França Dinamarca Reino Unido Polónia Itália UE Lituânia Canadá República Checa Donald Tusk
Mais lidas
Outras Notícias