Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euribor em máximos de 2002

As taxas Euribor, os indexantes mais utilizados nos créditos à habitação, continuam a subir e a fixar novos máximos, antecipando novas subidas da taxa de juro de referência na Zona Euro.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 23 de Junho de 2006 às 14:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As taxas Euribor, os indexantes mais utilizados nos créditos à habitação, continuam a subir e a fixar novos máximos, antecipando novas subidas da taxa de juro de referência na Zona Euro.

A Euribor a 6 meses, o indexante mais usado no crédito à habitação, fixou-se hoje nos 3,182%, subindo pelo oitavo dia consecutivo, e atingindo o nível mais elevado desde Outubro de 2002.

Já a Euribor a 12 meses atingiu hoje o valor mais alto desde Agosto de 2002, ao se fixar nos 3,437%, depois de também registar a oitava sessão de somas.

As subidas das Euribor reflectem os aumentos de juros por parte do Banco Central Europeu (BCE), que em Junho decidiu subir a taxa de referência para a Zona Euro para os 2,75%, e a expectativa de novos aumentos por parte da autoridade monetária para a região.

Se analisarmos o valor da taxa de juro de referência praticada em Agosto e Outubro de 2002 (nível a que as Euribor a 6 meses e a 12 meses se encontram) os juros encontravam-se nos 3,25%, mais 50 pontos base do que o que actualmente vigora.

No que respeita à Euribor a 3 meses, esta avançou pelo nono dia consecutivo, situando-se nos 2,997%, o que representa o nível mais elevado desde Dezembro de 2002, altura em que o BCE tinha como taxa de juro de referência para a Zona Euro os 2,75%.

Outras Notícias