Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro valoriza com possibilidade de novas subidas de juros pelo BCE

As declarações de responsáveis do Banco Central Europeu (BCE) que sugerem que poderá haver novos aumentos de juros na Zona Euro e a especulação em torno de redução da taxa de juro nos EUA estão a animar a negociação do euro que valorizava frente ao dólar.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 13 de Março de 2007 às 15:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As declarações de responsáveis do Banco Central Europeu (BCE) que sugerem que poderá haver novos aumentos de juros na Zona Euro e a especulação em torno de redução da taxa de juro nos EUA estão a animar a negociação do euro que valorizava frente ao dólar.

A moeda única europeia [eur] subia 0,06% para os 1,3198 dólares, depois de ontem ter avançado mais de 0,5%.

O governador do Banco Central Europeu (BCE), Axel Weber, afirmou hoje que pode ser necessário aumentar mais as taxas de juro de referência para a Zona Euro para se prevenir que o crescimento económico impulsione a inflação.

"Não podemos excluir a possibilidade da política monetária ter de ir além" do actual nível "acomodatício" afirmou o governador numa conferência de imprensa citada pela Bloomberg.

Axel Weber junta-se assim a outros membros do BCE, como o austríaco, Klaus Liebscher, que ontem alertou "todos os que dizem que temos a inflação sob controlo", que "definitivamente, encontramos riscos no horizonte" e não podemos "recostar-nos e considerar que o trabalho está feito". As declarações de Liebscher foram interpretadas como um sinal de que os juros poderão ir além dos 4% que Jean-Claude Trichet já deixou implícitos.

Em contrapartida, a especulação em torno de uma redução de juros nos EUA está a acrescer, apesar da Reserva Federal (Fed) ainda não ter dado indicações de que um corte na taxa directora está iminente, bem pelo contrário. A autoridade monetária tem indicado que a evolução dos juros poderá recair para os dois lados, quer para um corte quer para uma subida.

A negociação cambial é afectada pelas alterações nos juros, já que quanto maior for a taxa praticada maior será o retorno dos investimentos denominados em determinada moeda.

O euro está assim a beneficiar destas indicações, já que o diferencial de juros nos dois lados do Atlântico tem vindo a diminuir, com o BCE a aumentar a taxa de referência [em Março para os 3,75%] e a Fed a manter os juros nos 5,25%, o que está a aumentar a atractividade dos investimentos na Zona Euro.

Ver comentários
Outras Notícias