Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ex-assessor de Temer e ex-ministro brasileiro detidos

A Polícia Federal brasileira deteve na manhã desta quinta-feira José Yunes, ex-assessor do presidente Michel Temer, Wagner Rossi, ex-ministro da Agricultura, e Antônio Celso Grecco, presidente da empresa portuária Rodrimar.

Reuters
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 29 de Março de 2018 às 13:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

José Yunes é um amigo chegado e conselheiro de Temer e foi detido, tal como Rossi e Grecco, no decorrer da Operação Skala, que investiga subornos no sector portuário para aprovar legislação.

O inquérito foi aberto em Setembro passado e Yunes foi acusado pelo delator Lúcio Funaro, que o apontou como intermediário do PMDB, de ter recebido um suborno destinado a Temer e de lavagem de dinheiro através da compra de imóveis.

A presidência brasileira já refutou as acusações feitas por Funaro.

O advogado de Yunes classifica a detenção de ilegal. "É inaceitável a prisão de um advogado com mais de cinquenta anos de advocacia e vida pública e que, sempre que intimado ou mesmo espontaneamente, compareceu a todos os actos para colaborar", refere. "Essa prisão ilegal é uma violência contra José Yunes e contra a cidadania", reforça.

Funaro também indicou que Temer terá influenciado de forma directa a legislação dos portos favorecendo a Rodrimar, concessionária de terminais no Porto de Santos, e cujo presidente, Antônio Celso Grecco, foi igualmente detido esta manhã.

O terminal da empresa em Santos foi alvo de um mandado de buscas e apreensões pela Polícia Federal esta quinta-feira.

Ver comentários
Saber mais brasil subornos temer detenção portos
Mais lidas
Outras Notícias