Conjuntura Excedente comercial da Zona Euro cresce em maio para 23 mil milhões

Excedente comercial da Zona Euro cresce em maio para 23 mil milhões

As exportações da Zona Euro foram superiores às importações e, por isso, o excedente comercial do conjunto dos países da moeda única subiu em maio, divulgou o Eurostat. Em Portugal a evolução é contrária: o défice comercial agravou-se.
Excedente comercial da Zona Euro cresce em maio para 23 mil milhões
Paulo Duarte
Susana Paula 16 de julho de 2019 às 10:45
O excedente comercial da Zona Euro foi de 23 mil milhões de euros em maio, o que representa uma subida de 7,1% face ao período homólogo, segundo divulgou esta terça-feira, 16 de julho, o Eurostat.

Segundo o gabinete de estatísticas da União Europeia, as exportações dos 19 Estados-membros da moeda única rondaram os 203,4 mil milhões de euros e foram superiores aos 180,3 mil milhões de euros de importações. Contas feitas, um saldo positivo de 23 mil milhões.

Considerando o período entre janeiro e maio deste ano, as exportações de bens da Zona Euro para o resto do mundo subiram para 973,5 mil milhões de euros (mais 5% do que no mesmo período do ano passado) e as importações cresceram para 890,8 mil milhões de euros (uma subida de 5,2% face ao período homólogo).

"Em resultado, a Zona Euro registou um excedente de 82,7 mil milhões de euros" nesse período, também acima do verificado nos primeiros cinco meses de 2018, afirma o Eurostat.

Portugal agrava défice comercial

Os dados do Eurostat mostram que Portugal está na direção oposta do conjunto da Zona Euro. Nos primeiros cinco meses deste ano, Portugal registou um défice comercial de 8,5 mil milhões de euros, superior ao de 6 mil milhões verificado no mesmo período do ano passado.

Embora as exportações tenham subido 5% para 25,6 mil milhões de euros, as importações portuguesas cresceram mais: 13,1% para 34,1 mil milhões de euros.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI