Economia "Exportações no PIB só se forem de valor acrescentado"

"Exportações no PIB só se forem de valor acrescentado"

O crescimento de Portugal tem de passar, para já, pelo sector privado. As empresas exportadoras já estão a dar o seu contributo. Conheça os vencedores dos prémios para as melhores exportadoras.
"Exportações no PIB só se forem de valor acrescentado"
Ana Torres Pereira 07 de novembro de 2013 às 10:35

Mesa redonda | Antes da entrega dos Prémios Exportação, o administrador do BES, o presidente da Altri, o embaixador do Brasil em Portugal, o economista Alberto Castro, o administrador da Hovione e o presidente da MSF falaram das dificuldades e do futuro das empresas exportadoras.

 

 

Perante a necessidade de expandir o seu negócio, ou simplesmente sobreviver, as empresas portuguesas estão a dar cartas no mercado internacional. São cada vez mais as indústrias que apostam na venda de produtos e serviços no exterior, sem esperar que a retoma nacional aconteça. "Acredito que o investimento privado vai chegar primeiro que o investimento público", disse Carlos Fortunato, presidente da MSF, durante a entrega de Prémios Exportação, promovidos pelo Negócios em parceira com o BES.


Apesar do contexto, "o negócio está óptimo, está fantástico", admitiu Guy Vilax, administrador da Hovione. No entanto, ser de Portugal tem efeitos práticos nas exportadoras, uma vez que "a Hovione foi obrigada a pagar mais 400 pontos-base [na dívida] pelo Risco País e isso tem um impacto no EBITDA, e os accionistas acham uma maçada".


Já a Altri, que tem dedicado a sua actividade à internacionalização, "regressa" a Portugal. "A Altri esta focada nos mercados externos, mas há alguma retoma na confiança, alguma retoma do crédito", disse Paulo Fernandes, Presidente da Altri.


Já o economista Alberto Castro alertou que a ligação do aumento das exportações com a riqueza gerada no país não é a relação mais indicada. "A ligação das exportações com o PIB é um equívoco. Porque há menos valor acrescentado. Só se fossem todas de valor acrescentado nacional como a Altri e a Hovione".


Mário Vilalva, embaixador do Brasil em Portugal, acredita, por seu turno, que "já se bateu no fundo, mas os países não podem relaxar". O responsável acredita que o futuro só pode passar pelo crescimento e que estas empresas exportadoras serão um ingrediente fundamental. Com esta esperada retoma há novas oportunidades de negócio e Mário Vilalva admite que as empresas brasileiras conhecem melhor Portugal e querem continuar a investir no País. "Participámos em todas as privatizações, só ganhámos uma e de certeza que vão continuar a participar", acrescentou.

 


13

Foram 13 as entidades que foram consagradas na terceira edição dos Prémios Exportação.

 

 

 
Ditos


Se houver investimento haverá aumento das exportações.

António Souto, Administrador Executivo do BES

 


O que iria melhorar a nossa competitividade era uma aposta na floresta.
Paulo Fernandes, Presidente da Cofina

 


Quando houve o resgate tive que fazer alguns telefonemas a clientes.
Guy Vilax, Administrador da Hovione

 


O instrumento das PPP é óptimo, mas foi diabolizado e poderia ser um bom instrumento para o crescimento. Mas não vai ser utilizado tão cedo.
Carlos Fortunato, Presidente da MSF

 

 

Os vencedores

Da indústria à construção foram 13 as empresas ou entidades galardoadas na edição deste ano.

 

Os vencedores | A terceira edição dos Prémios Exportação Negócios/BES distinguiu, nesta quarta-feira, as empresas que mais se evidenciaram em 2012

 

 

 

Os vencedores
Iniciativa distingue empresas em quatro categorias, incluindo menções honrosas

 

Grande Empresa - Bens Transaccionáveis
Vencedor: Metalcértima
Menção Honrosa: Sogrape


Grande Empresa - Serviços
Vencedor: Conduril
Menção Honrosa: Etermar


Prémio Exportação + Emprego
Vencedor: Petratex


Exportadora capitais estrangeiros
Vencedor: Ogma

 

Exportadora Revelação
Vencedor: Rari

 

PME Exportadora - Bens transaccionáveis
Vencedor: Grestel
Menção Honrosa: Granorte


PME Exportadora - Serviços
Vencedor: Promarinha
Menção Honrosa: Tufama
Menção Honrosa: Geocontrole


Associação Empresarial
Vencedor: ATP

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI