Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Exportações com maior subida desde Junho de 2015

A venda de mercadorias para o exterior disparou 6,1% no mês de Agosto, a subida mais forte desde Junho do ano passado que ainda assim foi inferior à subidas das importações. O défice comercial agravou-se.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 10 de Outubro de 2016 às 11:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 22
  • ...

As exportações recuperaram em Agosto, com uma subida homóloga de 6,1%, anunciou o Instituto Nacional de Estatística.

 

As importações de bens registaram um aumento ainda mais acentuado (10,6%), pelo que o défice da balança comercial de bens aumentou 248 milhões para 1.160 milhões de euros.

 

No total as empresas portuguesas venderam para o exterior 3.521 milhões de euros em mercadorias. O aumentou face a Agosto do ano passado, de 6,1%, é o mais elevado desde que em Junho as exportações cresceram 8,9%.

 

O aumento verificado em Agosto permite também colocar fim a uma série de cinco meses de variações homólogas negativas nas exportações nacionais. Contra Julho, as exportações desceram 21,6%, uma variação habitual para um mês de Agosto, em que muitas fábricas encerram para férias.

 

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, em Agosto de 2016 as exportações aumentaram 8,3% (também o maior aumento desde Junho do ano passado). No trimestre terminado em Agosto, as exportações desceram 0,8% face ao período homólogo, o que representa a queda mais baixa desde Fevereiro deste ano.

 

Importações também disparam e défice agrava-se

 

Se as exportações dispararam em Agosto, as importações deram um salto ainda maior, variações que o INE diz que "poderá ter reflectido em parte efeitos de calendário (menos 2 dias úteis em Julho e mais 1 dia útil em Agosto que nos meses homólogos do ano anterior)".

 

As compras de mercadorias do exterior aumentaram 10,6% face ao período homólogo, sendo a primeira vez desde Abril do ano passado que as importações sobem a dois dígitos. Desde Março que as importações não registavam aumentos homólogos e contra Julho as importações desceram 7,1%.

 

Com as importações a subirem acima das exportações, o défice comercial em Agosto voltou a superar os mil milhões de euros num só mês, o que já não acontecia desde Março deste ano.  

 

Na distribuição geográfica das trocas comerciais de Portugal, de destacar a forte subida das exportações para a China (+41%), Espanha (12,6%), França (19%) e Alemanha (14,4%). Em sentido inverso as vendas para Angola desceram 30,6% e para os Estados Unidos caíram 25,8%. Nas importações, Alemanha, Angola e Espanha foram os que mais contribuíram para a subida total.

 

O INE nota ainda que a impulsionar as importações terá estado a compra de aviões ao brasil. Em resultado, verificou-se um acréscimo de 47,5% nas compras de material de transporte e acessórios.

 

(Notícia actualizada às 11:30 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais Instituto Nacional de Estatística exportações importações
Outras Notícias