Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Falha no sistema informático deixa GNR com salários em atraso

Cerca de 25 mil militares da GNR não receberam esta quarta-feira o salário relativo ao mês de Agosto. Na origem do atraso no pagamento está um erro informático que impediu o processamento dos vencimentos. O comando-geral da GNR assegura que os salários estarão regularizados até quinta-feira.

Inês Balreira inesbalreira@negocios.pt 21 de Agosto de 2013 às 13:59
  • Partilhar artigo
  • 33
  • ...

Uma falha técnica no sistema informático impediu o processamento dos salários dos militares da Guarda Nacional Republicana (GNR), que esta quarta-feira, como estava previsto, não receberam os vencimentos relativos ao mês de Agosto. São cerca de 25 mil os profissionais da GNR, no activo e na reserva, que não receberam os salários.

 

“Tivemos um contacto com o gabinete do comando-geral, que nos informou vagamente que teria havido um erro técnico. Foi-nos garantido que o pagamento estaria nas contas dos profissionais amanhã”, afirmou o presidente da Associação dos Profissionais da Guarda (APG), César Nogueira, em declarações à Renascença.

 

Apesar do comando da GNR assegurar que os pagamentos estarão regularizados esta quinta-feira, a APG lamenta as consequências do atraso. “O que é certo é que há milhares de profissionais que têm créditos para pagar e que venciam hoje, no dia em recebem o vencimento”, diz César Nogueira. Neste sentido, a associação questionou o comando-geral da GNR sobre quem vai pagar os juros de mora pelo atraso no pagamento dos empréstimos.

 

Por seu lado, o comando-geral da GNR assegura que o problema técnico já está resolvido e que os militares verão a sua situação regularizada esta quinta-feira. “A falha técnica já foi resolvida e às primeiras horas do dia de amanhã todos os vencimentos serão processados, resolvendo-se assim esta situação”, afirmou o capitão Marco Cruz, do comando da GNR, à TSF.

Ver comentários
Saber mais GNR salários falha sistema informático
Outras Notícias