Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Faria de Oliveira: "Já estamos a preparar o que está previsto no programa da troika"

O memorando de entendimento assinado com a troika prevê a privatização dos ramos não estratégicos da CGD, como o segurador. Faria de Oliveira garantiu hoje que o banco já está "a preparar o que está previsto no programa". Veja aqui o vídeo.

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 04 de Julho de 2011 às 13:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Faria de Oliveira, presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), em declarações aos jornalistas à margem da conferência "E depois da troika?", adiantou que "Portugal tem absoluta necessidade de cumprir o que está acordado com a "troika". "E isso pode diferenciar-nos de outros países que tiveram que abraçar esse tipo de programa de ajustamento", disse.

"É pelo facto de não terem atingido os objectivos que estavam fixados que têm tido dificuldades acrescidas", defendeu Faria de Oliveira.

Por isso, adiantou o responsável, "para nós é fundamental cumprir e se há objectivos definidos para a CGD esta tem de dar o exemplo e ser a primeira nesse cumprimento". "Obviamente, já estamos a preparar aquilo que está previsto no programa", garantiu.

Sobre os testes de stress à banca, Faria de Oliveira mostrou-se confiante: "Estou completamente tranquilo acerca dessa matéria". "Tenho confiança porque sei aquilo que foi apresentado", acrescentou o responsável.

Durante a conferência, Faria de Oliveira disse ainda que o programa da troika corresponde às necessidades de Portugal e que a banca vive um novo ciclo.



Ver comentários
Saber mais Faria de Oliveira troika Política Programa
Outras Notícias