Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fed mantém política monetária por «período considerável»; deixa juros em 1% (act)

A Reserva Federal norte-americana (FED) manteve hoje a taxa de juro dos Estados Unidos em 1%, o valor mais baixo dos últimos 45 anos. A instituição liderada por Alan Greenspan manteve o discurso que pode manter a política monetária por «um período conside

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 09 de Dezembro de 2003 às 19:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Ao contrário do que aguardava alguns economistas, a Fed manteve o mesmo discurso utilizado desde 12 de Agosto último, afirmando que «com a inflação baixa e os recursos frouxos, a Fed acredita que a política monetária pode ser mantida por um período considerável».

Dado a manutenção dos juros em 1% já ser esperada, a principal novidade que os economistas esperavam da reunião de hoje da Fed era a alteração do seu discurso. No entanto a instituição liderada por Greenspan só alterou os seus comentários acerca da inflação.

«A probabilidade de uma indesejada queda da inflação diminuiu nos meses recentes e agora parece quase igual a uma subida da inflação», diz o comunicado da FED, que antes alertava para os perigos de acontecer uma desinflação (queda no ritmo de crescimento dos preços).

O principal objectivo da Fed é impulsionar o crescimento da maior economia do mundo, estratégia que parece estar a dar resultados. No terceiro trimestre o produto interno bruto dos EUA cresceu a uma taxa anual de 8,2% e os economistas aguardam que a expansão seja de 4% nos últimos 3 meses de 2003.

A economia norte-americana deverá registar uma expansão de 4,4% em 2004, a maior desde 1997, e superior aos 3,1% estimados para este ano, segundo os economistas consultados pela Bloomberg.

Entre as principais economias – à excepção do Japão – os Estados Unidos são dos que remuneram o capital com uma taxa mais reduzida. Na Zona Euro os juros estão em 2%, enquanto no Reino Unido ascendem a 3,75%.

Ver comentários
Outras Notícias