Economia Fernanda Amorim é a única portuguesa entre os mais ricos do mundo

Fernanda Amorim é a única portuguesa entre os mais ricos do mundo

O ranking da Forbes relativo aos maiores multimilionários mundiais só inclui uma portuguesa: Fernanda Amorim. A viúva de Américo Amorim tem uma fortuna avaliada em 4,8 mil milhões de dólares.
Fernanda Amorim é a única portuguesa entre os mais ricos do mundo
Lusa
Negócios 06 de março de 2019 às 12:28

Com uma subida de três lugares face ao ano passado, Fernanda Amorim e família ascenderam à posição 379 do ranking dos multimilionários da Forbes.

A viúva de Américo Amorim e família detêm uma fortuna avaliada em 4,8 mil milhões de dólares (4,24 mil milhões de euros). No entanto, este valor representa uma redução comparativamente com os 5,1 mil milhões de dólares registados na lista da revista há um ano, uma evolução que foi partilhada por uma grande parte dos mais ricos do mundo. 

A Forbes nota que a viúva de Américo Amorim, que morreu em 2017, e as três filhas detêm um portefólio de investimentos que vão desde a Corticeira Amorim aos investimentos nos setores da energia e banca.

A participação estimada em 18% na Galp Energia continua a representar o ativo mais valioso.

A lista dos mais ricos do mundo é liderada este ano, pelo segundo ano consecutivo por Jeff Bezos, o líder da Amazon.

A Forbes realça que o número de pessoas com uma riqueza superior a mil milhões de dólares diminuiu face ao ano passado e o valor das fortunas dos "ultraricos" encolheu em 400 mil milhões de dólares face a março de 2018. Foi a segunda vez no espaço de uma década que quer o número de ricos quer o valor das suas fortunas diminuiu.

Atualmente existem 2.153 multimilionários no mundo, ou seja, com uma fortuna avaliada em pelo menos mil milhões de dólares. O que corresponde a menos 55 do que há um ano. Deste total, 994 pessoas, o que corresponde a quase metade, viram as suas fortunas diminuir face aos valores do ano passado. "No total, os ultra-ricos estão avaliados em 8,7 biliões de dólares, menos 400 mil milhões do que em 2018", realça a Forbes. A contribuir para a redução das fortunas esteve essencialmente o desempenho do mercado bolsista.





pub

Marketing Automation certified by E-GOI