Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ferreira Leite garante que risco foi transferido para o Citigroup

A validação do Eurostat em relação à operação de cessão e titularização de créditos do Fisco e da Segurança Social, que o Governo realizou no ano passado, será a prova de que o risco da operação foi todo transferido para o Citigroup, disse a ministra das

Marta Moitinho Oliveira mmoliveira@mediafin.pt 03 de Março de 2004 às 16:09
  • Partilhar artigo
  • ...

A validação do Eurostat em relação à operação de cessão e titularização de créditos do Fisco e da Segurança Social, que o Governo realizou no ano passado, será a prova de que o risco da operação foi todo transferido para o Citigroup, disse a ministra das Finanças.

«Se o Eurostat validar, ficaremos com a garantia que transferimos o risco de forma irreversível», afirmou hoje Manuela Ferreira Leite no Parlamento, numa audição marcada para esclarecer algumas dúvidas sobre o contrato que o Estado português fez com o Citigroup.

Sobre a escolha do Citigroup, a ministra adiantou que várias instituições financeiras se mostraram interessadas, mas apenas duas enviaram propostas concretas. Além do Citigroup, que acabou por ser escolhido, também o Finantia apresentou uma proposta, mas «foi preterida», adiantou a ministra.

Quanto aos números da operação, Ferreira Leite disse ainda não conhecer o encargo para o Estado, já que a comissão de subscrição a pagar dependerá da colocação dos títulos no mercado, «que dependerá do risco». No entanto, a governante referiu que a «comissão de subscrição não ultrapassará os 2 milhões e 600 mil euros».

Esta operação rendeu aos cofres do Estado 1.760 milhões de euros em 2003, que serviram para segurar o défice abaixo dos 3% do PIB. No entanto, o contrato assinado com o Citigroup prevê uma antecipação de 1.765 milhões de euros. Esta diferença – de 5 milhões de euros – serviu para criar um «fundo para o pagamento de despesas», com advogados, exemplificou a ministra.

Outras Notícias