Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Finanças reiteram solidez e resiliência da banca portuguesa

Em reacção ao documento divulgado hoje pela Moody"s, o ministério das Finanças garante que "tudo fará para no sentido de contrariar os riscos que estão na base do anúncio da análise por parte da agência de rating". As Finanças reiteram a solidez e resiliência da banca e avançam que serão realizados novos testes de stress no início de 2011.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 21 de Dezembro de 2010 às 19:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
"O sistema bancário português, como tem sido reiterado por todas as instituições internacionais, é sólido e resiliente e, por isso, continua a enfrentar com segurança as dificuldades de acesso à liquidez que resultam da crise de dívida soberana que tem ameaçado a estabilidade financeira da Zona Euro", refere o Ministério das Finanças depois da agência de "rating" ter ameaçado cortar o "rating" da dívida portuguesa.

O Governo vai realizar "novos e mais exigentes testes de stress no início de 2011, em relação aos quais mantém a máxima confiança na capacidade dos bancos portugueses apresentarem, como até agora, os níveis de capital adequados aos riscos que enfrentam".

A agência de notação financeira Moody’s emitiu hoje um comunicado onde se mostra preocupada com a vitalidade da economia, capacidade de acesso aos mercados financeiros e possível necessidade de apoio ao sector financeiro. Assim, decidiu colocar o "rating" da dívida portuguesa em revisão para possível corte, alertando que este poderá ser de um ou dois níveis.

O ministério das Finanças considera que o "processo de análise da Moody’s surge num momento em que o país tem o seu orçamento para 2011 aprovado e as medidas de consolidação e controlo orçamental reforçadas, num momento em que se anunciam medidas importantes para reforçar a competitividade da economia e num momento em que as políticas orçamentais correctivas começam a mostrar os seus resultados".

As Finanças reiteram que o Governo "tudo fará no sentido de contrariar os riscos que estão na base do anúncio da análise por parte da agência Moody’s e isso reflectir-se-á, confiamos, na decisão resultante dessa análise durante o primeiro trimestre de 2011".

Ver comentários
Saber mais Moody's dívida rating Zona Euro Portugal
Mais lidas
Outras Notícias