Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fitch corta perspectivas de crescimento da economia espanhola

A agência de notação financeira Fitch anunciou hoje que cortou as perspectivas de crescimento da economia espanhola para 2012 e 2013.

Negócios negocios@negocios.pt 03 de Janeiro de 2012 às 17:45
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
A agência de “rating” Fitch cortou as perspectivas de crescimento económico da Espanha para 2012 de 0,5% para 0% e para o próximo ano de 1,5% para 1%, de acordo com um comunicado enviado por email e citado pela Bloomberg.

A decisão da agência de notação financeira surge poucos dias depois do novo executivo, liderado por Mariano Rajoy, ter revelado que o défice de 2011 iria rondar os 8% e não os 6% previstos pelo anterior governo. As contas relativas ao ano passado ainda não estão fechadas, pelo que não é conhecido o valor exacto do défice de 2011, mas para este ano, Madrid comprometeu-se, perante Bruxelas, com um défice de 4,4% do PIB.

Goldman Sachs apreensivo

O Goldman Sachs também já se mostrou um pouco apreensivo quanto ao crescimento do PIB espanhol no próximo ano. O banco de investimento, citado pelo "El País", defende que o ajustamento que o novo governo está a desenvolver "é sinal forte que confirma o compromisso da Espanha com o ajuste orçamental". Todavia, as medidas podem afectar o crescimento [económico] espanhol, aponta o Goldman Sachs.

Esta é a primeira avaliação do banco às novas medidas de austeridade anunciadas pelo executivo de Mariano Rajoy, a 30 de Janeiro. Porém, o banco norte-americano sublinha que é fundamental combinar austeridade com crescimento. “Será fundamental ver como é que a Espanha vai combinar estas medidas com um caminho de médio longo prazo de ajustamento orçamental, com reformas estruturais e de crescimento”, apontou Andrew Benito, analista do Goldman Sachs citado pelo “El País”.

As medidas de ajuste orçamental apresentadas no final de Dezembro, na opinião do banco, podem não se ficar por aqui. "O ajuste orçamental [do novo governo] pode ir mais além do previsto" pode ler-se no comunicado citado pelo jornal espanhol.
Ver comentários
Saber mais Fitch Espanha Mariano Rajoy crescimento económico Goldman Sachs
Outras Notícias