Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fitch cortou o "rating" do Brasil e ameaça com novo corte

A Fitch cortou em um nível o "rating" do Brasil, ficando assim com uma notação financeira a um passo do "lixo". A perspectiva é "negativa", o que aponta para a possibilidade de um novo corte.

Reuters
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 15 de Outubro de 2015 às 16:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A Fitch decidiu cortar o "rating" do Brasil em um nível, de "BBB" para "BBB-", colocando assim a notação financeira do país a um nível do patamar considerado "lixo", ou seja, a partir do qual a agência considera que os investimentos são especulativos.

 

O "outlook" foi mantido em "negativo", o que indica que a agência de notação financeira poderá voltar a cortar o "rating" do país.

 

O aumento do endividamento público, o ambiente político, que está a aumentar os desafios de uma consolidação orçamental, e a perspectiva de uma queda da economia mais profunda justifica o corte de "rating" da Fitch.

 

A agência considera que o ambiente político adverso está a dificultar os progressos legislativos do Governo liderado por Dilma Rousseff, o que tem um efeito negativo na economia.

 

A Fitch prevê que o Brasil termine 2015 com um défice orçamental de 9%.

 

A agência de notação considera que o desempenho negativo quer da economia quer orçamental deverá perdurar.

Ver comentários
Saber mais Fitch Brasil rating notação financeira
Mais lidas
Outras Notícias