Conjuntura FMI adverte para riscos do abrandamento da produtividade

FMI adverte para riscos do abrandamento da produtividade

O forte abrandamento da produtividade devido ao envelhecimento da população, à desaceleração do comércio e ao legado da crise ameaça a prosperidade económica global, advertiu hoje Christine Lagarde, diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI).
FMI adverte para riscos do abrandamento da produtividade
Reuters
Lusa 03 de abril de 2017 às 19:37
Christine Largade, que falava numa conferência no American Enterprise Institute, indicou que na década passada se registou "uma travagem brusca" na produção por trabalhador.

Como obstáculos principais apontou "o envelhecimento da população, o abrandamento do comércio e o legado da crise financeira".

Apesar dos recentes apelos proteccionistas, com o novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e com a saída do Reino Unido da União Europeia ('Brexit'), Lagarde insistiu que se deve "reforçar o comércio como um motor de crescimento para reduzir a incerteza e impulsionar a produtividade".

A dirigente do FMI disse que as economias avançadas foram as mais afectadas pela menor produtividade, mas indicou que "esta tendência afectou muitos países emergentes, incluindo a China".

"Outra década de fraco crescimento da produtividade afectaria seriamente os níveis de vida globais", acrescentou.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI