Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

FMI avisa que países ricos arriscam "falência"

Os défices orçamentais dos países ricos vão aumentar cerca de seis pontos de PIB no conjunto de 2008 e 2009, contribuindo para que o peso da dívida pública média cresça de cerca de 83% do PIB em 2008 para perto de 100% em 2010. Valores que vão ameaçar a solvabilidade financeira de alguns países, avisou na sexta-feira o FMI.

Rui Peres Jorge rpjorge@negocios.pt 10 de Março de 2009 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
Os défices orçamentais dos países ricos vão aumentar cerca de seis pontos de PIB no conjunto de 2008 e 2009, contribuindo para que o peso da dívida pública média cresça de cerca de 83% do PIB em 2008 para perto de 100% em 2010. Valores que vão ameaçar a solvabilidade financeira de alguns países, avisou na sexta-feira o FMI.

Na corrida para acudir às exigências da crise e para calar as oposições, os líderes de governo de quase todo o mundo flexibilizaram a disciplina orçamental como não já havia já memória. No último ano multiplicam-se os planos de apoio ao sector financeiro (nos EUA são já mais de vinte), de relançamento da economia e de apoio aos cidadãos e empresas mais afectados.

Um conjunto de instrumentos que não se sabe se chega para estancar a hemorragia económica, mas que tem uma consequência já certa: os planos - juntamente com a queda de receitas fiscais - estão a levar as economias ricas à maior degradação das contas públicas desde a segunda grande guerra. O grosso do aumento da dívida deverá chegar este ano, mas mesmo "em 2014 a média nos países ricos do G-20 deverá exceder a média de final de 2007 em quase 25 pontos de PIB".

O FMI diz que "este cenário orçamental levanta questões de solvencia orçamental e poderá gerar reacções de mercado adversas", acrescentando: "há a necessidade urgente dos governos clarificarem as suas estratégias de forma a garantir que a solvência não é um risco".

logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias