Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

FMI defende que mundo vive uma "grande recessão"

O Fundo Monetário Internacional (FMI) espera que a economia global registe a pior contracção "das nossas vidas", o que a leva a defender que o período que estamos a passar pode ser chamado de "grande recessão".

Lara Rosa lararosa@negocios.pt 10 de Março de 2009 às 10:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
O Fundo Monetário Internacional (FMI) espera que a economia global registe a pior contracção "das nossas vidas", o que a leva a defender que o período que estamos a passar pode ser chamado de “grande recessão”.

“O FMI espera que o crescimento global abrande para valores inferiores a zero este ano, o pior desempenho nas nossas vidas”, afirmou o director do FMI, Strauss-Kahn, num discurso para os governadores do banco central de Africa e ministros das finanças do continente, segundo a Bloomberg.

Para o responsável, a crise financeira que penalizou a economia global pode agora ser definida como “Grande Recessão”.

Em Janeiro, o FMI avançou com uma previsão de expansão da economia global de 0,5% em 2009, valor que contrasta não só com as declarações feitas hoje por Strauss-Kahn como com os dados ontem divulgados pelo Banco Mundial.

Ontem a instituição adiantou que a economia global regista a primeira contracção desde a Segunda Guerra Mundial, embora não tenha quantificado qual a dimensão da contracção. Ainda assim o Banco Mundial sublinhou que o crescimento da economia de todo o mundo vai ficar 5% abaixo do seu potencial, com os países em desenvolvimento a serem os mais afectados pela crise económica.

Ver comentários
Outras Notícias