Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

FMI deverá participar com apenas 13 mil milhões de euros no segundo resgate à Grécia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) deverá participar com uma fatia de apenas 13 mil milhões de euros no segundo pacote de ajuda à Grécia. Os países que integram a organização temem que o Fundo esteja demasiado exposto à Zona Euro.

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2012 às 16:49
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
O segundo plano de assistência financeira a Atenas, avaliado em 130 mil milhões de euros, deverá contar com uma participação mais tímida do Fundo Monetário Internacional (FMI).

O Wall Street Journal (WSJ) avança que a instituição liderada por Christine Lagarde (na foto) deverá contribuir com apenas 13 mil milhões de euros, deixando assim, o remanescente da verba a cargo dos Estados-membros da Zona Euro.

O jornal escreve, citando funcionários do próprio Fundo, que esta participação mais reduzida – o FMI contribui com 30 mil milhões de euros para o primeiro plano de ajuda à Grécia, 22,5 mil milhões de euros para a Irlanda e com 26 mil milhões de euros para Portugal – se deve ao facto alguns Estados que integram o Fundo temerem que a instituição esteja já muito exposta à Zona Euro.

Ainda assim, a verba a ser desbloqueada pelo FMI para este segundo resgate ainda não está fechada, de acordo com os funcionários citados pelo "WSJ". A questão vai estar em discussão já este Domingo entre os responsáveis da Zona Euro e vai ser também um dos temas em cima da mesa no encontro do Eurogrupo – encontro que deverá contar com a participação de responsáveis do Fundo - que se realiza na próxima segunda-feira.
Ver comentários
Saber mais Fundo Monetário Internacional Grécia Wall Street Journal Christine Lagarde FMI Zona Euro ajuda financeira resgate
Outras Notícias