Economia Fornecedores das empresas do Estado recebem com atraso de 20 dias

Fornecedores das empresas do Estado recebem com atraso de 20 dias

Os prazos médios de pagamento nas empresas estatais fecharam o ano a decrescer. O cenário traçado pelas Finanças piora se forem considerados os hospitais: só 11 dos 39 pagam abaixo do limite dos 90 dias.
Fornecedores das empresas do Estado recebem com atraso de 20 dias
Cátia Barbosa/Negócios
Negócios 10 de maio de 2016 às 10:47

No último trimestre do ano passado, os fornecedores das empresas públicas recebiam o pagamento pelos seus produtos e serviços com 20 dias de atraso, fechando assim a descer o prazo de pagamento que no início desse ano era de 51 dias.

 

Segundo os dados publicados pela Direcção-Geral do Tesouro e Finanças (DGTF), citados esta terça-feira, 10 de Maio, pelo Público, os 20 dias de demora no pagamento comparam com os 59 dias em igual período do ano anterior, havendo assim uma queda para praticamente um terço.

 

O destaque pela positiva vai para a Estradas de Portugal – surge nestas contas separada da Refer, com quem se fundiu – e para a Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis (ENMC) com pagamento a sete e seis dias, respectivamente. Em sentido inverso, em termos homólogos o prazo médio aumentou noutras empresas, como na Transtejo, de 48 para 56 dias, e na Refer, de 28 para 50 dias.

 

Os dados relativos aos últimos três meses de 2015 mostram ainda que já não há empresas públicas a pagar a mais de 90 dias, que é o limite legal para o incumprimento. No entanto, de fora deste retrato ficam os chamados hospitais-empresa, que se forem considerados fazem subir o prazo médio de pagamento para 97 dias – abaixo, ainda assim, dos 159 no último trimestre de 2014.

 

Só 11 dos 39 estabelecimentos de Saúde analisados pagam abaixo de 90 dias. Os mais problemáticos são o Hospital Distrital de Santarém (523 dias), o Centro Hospitalar de Setúbal (424) e o Centro Hospitalar Lisboa Norte (388), enquanto o Magalhães Lemos e o IPO de Coimbra destacam-se pela positiva, respectivamente com demoras médias de "apenas" 24 e 32 dias.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI