Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fortes quebras no investimento e exportações explicam contracção da economia portuguesa

A contracção da economia portuguesa no quarto trimestre do ano ficou a dever-se sobretudo "às reduções significativas do investimento e das exportações", assinala o Instituto Nacional de Estatística na síntese económica e de conjuntura, hoje divulgada.

Negócios negocios@negocios.pt 18 de Fevereiro de 2009 às 11:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A contracção da economia portuguesa no quarto trimestre do ano ficou a dever-se sobretudo “às reduções significativas do investimento e das exportações”, assinala o Instituto Nacional de Estatística na síntese económica e de conjuntura, hoje divulgada.

O INE tinha já revelado que o PIB português recuou 2,1% no quarto trimestre do ano passado, face ao mesmo período de 2007, embora não avançasse na altura com a evolução das componentes do PIB.

Hoje, na síntese económica e de conjuntura, o INE adianta que a quebra do PIB ficou a dever-se sobretudo “à forte contracção do investimento e das exportações”.

Segundo a mesma fonte, o indicador de clima económico e o indicador de actividade económica voltaram agravar-se do terceiro para o quarto trimestre, sendo que “em Janeiro, o indicador de clima económico atingiu o mínimo histórico da série iniciada em 1989”.

Ver comentários
Outras Notícias