Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

França baixa custos de financiamento apesar de corte de "rating"

Investidores "ignoraram" a decisão da agência de notação financeira, na primeira emissão de dívida de França depois do corte de "rating" da Standard & Poor’s.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 16 de Janeiro de 2012 às 14:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A França financiou-se hoje no mercado a um custo mais baixo, apesar de na sexta-feira a Standard & Poor’s ter cortado o “rating” da segunda economia do euro de AAA para AA+.

O Tesouro gaulês vendeu 1,895 mil milhões de euros em dívida com maturidade de um ano, tendo aceite pagar um juro de 0,406%. Um custo que compara com a rendibilidade de 0,454% exigida pelos investidores no leilão similar realizado a 9 de Janeiro.

No total, a França emitiu hoje 8,59 mil milhões de euros em dívida, sendo que nos leilões de bilhetes a 3 e 6 meses o preço também caiu.

O apetite dos investidores por dívida francesa espelha o fraco impacto da decisão da S&P e mostra que a dívida francesa ainda é vista como uma das mais seguras da Europa.

Está assim a passar-se com a França o que aconteceu com os Estados Unidos, que também tem conseguido financiar-se a custos mais baixos apesar da S&P ter cortado o “rating” da maior economia do mundo.
Ver comentários
Saber mais França rating financiamento
Outras Notícias