Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Frasquilho diz Governo prepara pacote de incentivos ao mercado de capitais

As Finanças estão a preparar um pacote de estímulo ao mercado de capitais, disse Miguel Frasquilho. Teixeira dos Santos esteve recentemente nas Finanças para expor a sua visão sobre o tema.

Sílvia de Oliveira 12 de Dezembro de 2002 às 12:18
  • Partilhar artigo
  • ...
As Finanças estão a preparar um pacote de estímulo ao mercado de capitais, disse o secretário de Estado do Tesouro e das Finanças, sem adiantar pormenores. Teixeira dos Santos, presidente da CMVM, esteve recentemente nas Finanças para expor a sua visão sobre o tema.

O Ministério das Finanças está a preparar um pacote de medidas para estimular o mercado de capitais, adiantou Miguel Frasquilho, secretário de Estado do Tesouro e Finanças.

«Estamos a trabalhar no assunto e a seu tempo revelaremos as novidades», limitou-se a referir Miguel Frasquilho, à margem de uma conferência promovida pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Este responsável acrescentou ainda que estas medidas não podem ser dissociadas da conjuntura, uma vez que a recuperação do mercado de capitais não se pode fazer por decreto.

Recentemente Teixeira dos Santos, presidente da entidade de supervisão, esteve no Ministério das Finanças para, mais uma vez, dar conta ao Governo da urgência da tomada de algumas medidas, que na opinião da CMVM, são essenciais para a dinamização do mercado de capitais.

O secretário de Estado escusou-se também a adiantar quais as orientações do Governo em matéria de aplicação das Normas Internacionais de Contabilidade (NIC), cuja entrada em vigor está marcada para 2005. Estas são obrigatórias apenas para as contas consolidadas, mas cada país pode optar, ou não, por alargar a imposição às contas individuais das empresas.

No discurso de abertura da conferência, subordinada ao tema «A importância da informação para a confiança dos investidores nos mercados de capitais», que decorre hoje em Lisboa, o secretário de Estado preferiu elaborar sobre o tema da revolução da velocidade.

Na opinião de Miguel Frasquilho, o aumento da velocidade da circulação da informação contribuiu para se alterarem as noções clássicas de equilíbrio e que, nem sempre, este fenómeno se traduziu numa maior eficiência.

Este responsável falou de uma «nova corrida ao ouro» e alertou para o facto de que o aumento da velocidade da circulação de informação pode originar situações de abuso. É por isso, fundamental, acrescentou Miguel Frasquilho, que exista uma garantia de que o acesso à informação é igual para todos.

Ver comentários
Outras Notícias