Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Freitas do Amaral: Sócrates tem "falta de cultura democrática"

Diogo Freitas do Amaral acusa José Sócrates de ter prestado um péssimo serviço ao País ao adiar o pedido de ajuda externa. E critica a postura do primeiro-ministro demissionário quando este diz que quem está contra não é patriota.

Negócios negocios@negocios.pt 05 de Maio de 2011 às 18:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...
Em declarações à rádio Renascença, o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros do primeiro Governo de Sócrates disse que o primeiro-ministro “andou dois anos a dizer que jamais faria um acordo com o FMI e que isso era mau para Portugal e ontem ouvimo-lo dizer que, afinal, o acordo com o FMI era um bom acordo e que quem não estivesse a dizer isso era mau patriota.”

“Gostava de lembrar ao engenheiro José Sócrates, que, pelos vistos, tem pouca cultura democrática, que só em ditadura - e nós tivemos essa experiência com o doutor Salazar durante 40 anos - é que o Governo se arroga o monopólio do patriotismo e acusa todas as oposições de não serem patriotas, porque não pensam como o Governo”, criticou.

Freitas do Amaral considera o plano de ajuda financeira “um mal necessário”, sendo este menos gravoso para os mais pobres do que o PECIV. Além desse factor, o programa da troika traz austeridade mas também “nos vai permitir respirar durante dois anos, pelo menos”.

Ver comentários
Saber mais Freitas do Amaral troika José Sócrates
Mais lidas
Outras Notícias